Tags

, , ,

Finanças pessoais são um pouco semelhantes à criação de um filho. Um pai um dia foi a uma lanchonete com seu filho que quis brincar na área de lazer. Seu pai aproveitou aquele momento para ler alguns jornais e revistas que ali estavam. Com o passar do tempo o pai ficou preocupado, pois seu filho não tinha voltado. Assim que ele foi à área de lazer teve uma triste surpresa, seu filho tinha ficado preso em um daqueles labirintos formados por tubos.  Naquele momento o pai não sabia muito que fazer, mas felizmente o menino rapidamente se livrou daquele obstáculo. O pai não querendo mais permanecer ali chamou o filho que não quis obedecê-lo. O problema seguinte foi convencer o filho que tinham que ir embora, pois onde o menino estava o pai não conseguia chegar. Bom, não demorou muito e o pai enfim conseguiu convencer seu filho que tinham que ir embora.

O que isso tem a ver com o Planejamento Financeiro?

Pense no filho como seu dinheiro, especificamente suas economias da aposentadoria (ou qualquer investimento de longo prazo). A coisa mais fácil a fazer é dar o seu dinheiro para outra pessoa ou investir em algo e esquecer-se, mas o que acontece se você tirar o olho dele? Será que o seu dinheiro pode estar em um lugar onde você não pode facilmente pegá-lo e usá-lo melhor em outro lugar? Será que essas economias não podem se perder ou ficarem presas em um lugar de difícil acesso? Talvez seja o momento de você se atentar mais e ficar de olho nas suas economias. Boa Sorte!

Anúncios